Institucional

Todos os campus

UFV cria comitê operativo de emergência para o coronavírus

12/03/2020

A UFV foi a primeira universidade a buscar estratégias para enfrentamento do novo coronavírus. Desde o dia 19 de fevereiro, a administração da Universidade está em contato constante com a Secretaria Municipal de Saúde para traçar planos de contingênciamento da doença. Nesta quinta-feira (12), a UFV criou um Comitê Operativo de Emergência que irá avaliar, cotidianamente, ações assistenciais, administrativas e intervenções para lidar com possíveis casos que possam surgir na comunidade.

O Comitê reúne técnicos e dirigentes das pró-reitorias de Assuntos Comunitários (PCD), Ensino (PRE), Pesquisa e Pós-Graduação (PPG) e Extensão e Cultura (PEC), diretores e técnicos dos campi de Florestal e Rio Paranaíba, médicos e enfermeiros da Divisão de Saúde e técnicos da Divisão de Eventos e diretorias de Relações Internacionais, de Comunicação Institucional e pesquisadores das áreas de saúde, microbiologia e bioquímica. “A criação deste grupo é mais um passo para enfrentar os desdobramentos da mudança de comportamento epidemiológico da doença. Vamos procurar antecipar problemas e definir ações nos mantendo em vigilância constante para direcionar as ações na UFV, sempre em parceria com o município”, afirmou Bruno David Henriques, assessor de Saúde da PCD.

Por enquanto não existe a possibilidade de suspensão de aulas nos três campi, mas a decisão pode ser modificada conforme a avaliação da administração superior a partir dos argumentos do Comitê Operativo de Emergência. “Não vamos criar alarmes. Ainda estamos falando em prevenção e monitoramento dos desdobramentos do problema nas nossas comunidades, mas estamos atentos e contando com toda a informação e conhecimento que temos na Universidade”, disse a pró-reitora Sylvia Franceschini.

As orientações ainda são no sentido de prevenção, conclamando a comunidade universitária a evitar aglomerações, buscar ambientes ventilados e lavar constantemente as mãos. O comitê também orientou o treinamento de equipes de limpeza para desinfecção dos locais de grande circulação. Os casos suspeitos deverão ser encaminhados às divisões de Saúde, nos horários de funcionamento, e aos hospitais, que estão preparados para seguir os protocolos do Ministério da Saúde. A comunidade também deverá ficar atenta às regras de prevenção e cuidados publicadas nas mídias sociais da UFV.

 

Divulgação Institucional