Institucional

Campus Florestal

UFV-Florestal entrega premiações do Simpósio de Integração Acadêmica e da Feira de Ciências

29/11/2019

O evento aconteceu no auditório do LEN

A tarde de quinta-feira (28) foi de premiações na UFV-Florestal. A instituição entregou certificados e placas comemorativas para os melhores trabalhos apresentados e avaliados no 10º Simpósio de Integração Acadêmica (SIA) e na 6ª Feira de Ciências, Tecnologia, Educação e Cultura (Fecitec). Também foram agraciados os medalhistas da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e o autor do novo logotipo do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde.

No total, 11 trabalhos de ensino, pesquisa e extensão apresentados no SIA, por estudantes dos ensinos superior e médio, receberam premiações nos âmbitos dos institutos de ciências do campus: Agrárias, Biológicas e da Saúde, Exatas e Tecnológicas e Humanas e Sociais (anexo). Entre eles, os de pesquisa serão divulgados no site da UFV a partir desta sexta-feira (29). O primeiro - Uso de enzimas e probióticos em dietas para Tilápia-do-Nilo -, apresentado pela estudante de Agronomia Núbia Carvalho, está disponível em bit.ly/2OUaWPl.

Já da Fecitec, foram agraciados 27 trabalhos dos ensinos médio e fundamental, nas categorias geral e áreas do conhecimento (anexo). Um dos destaques foi o trabalho Utilização de sistemas embarcados em aplicações reais: automação de um sistema de coleta e medição de biogás obtido a partir de biodigestores anaeróbios, apresentado pelo estudante do segundo ano do ensino médio e do curso técnico em Informática da Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal (Cedaf) Vinícius Resende. Ele ficou com as primeiras colocações das categorias geral e áreas do conhecimento – multidisciplinar.

Vinícius, que ainda subiu no palco para receber uma medalha de prata da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (primeira foto abaixo), afirmou que estar no campus é um diferencial: “o suporte da Universidade é muito bom. Tanto que já desenvolvi um projeto de iniciação científica e vou iniciar outro. Isto não é encontrado em outras instituições”. O estudante também disse que a maturidade adquirida na UFV-Florestal é fundamental: “a autonomia, a busca pelo conhecimento despertada é muito importante”.

Entre os trabalhos do ensino fundamental, estiveram rostos conhecidos. Os representantes do sexto ano da Escola Estadual Ademar de Melo, de Pará de Minas (MG), que apareceram no site da UFV em outubro, retornaram ao campus para receber o prêmio pelo primeiro lugar geral (segunda foto abaixo). E desta vez, vieram acompanhados. Beatriz de Matos, mãe do estudante Carlos Costa, desejou que esta recompensa seja a primeira de muitas. Ela avaliou a Fecitec como uma experiência “profunda”, que oportuniza que os jovens conheçam a Universidade, pensem e se sintam motivados com o futuro. O pai, Eustáquio Costa, ressaltou que tanto a pesquisa quanto a Feira marcaram Carlos, que, desde então, está entusiasmado com a ideia da reciclagem.

Nos anexos, ainda estão os nomes dos outros sete alunos da Cedaf que receberam medalhas da Olimpíada. O estudante agraciado pela autoria do novo logotipo do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde foi o graduando da Licenciatura em Ciências Biológicas Lucas Araújo.

Todas as fotografias estão disponíveis em photos.app.goo.gl/x7NNtTCizwKWL6KUA.

Cerimônia

Os estudantes, seus familiares e amigos lotaram o auditório do Prédio dos Laboratório de Ensino (LEN), onde aconteceu a cerimônia. Os coordenadores do SIA e da Fecitec, respectivamente Diego de Freitas, diretor de Pesquisa e Pós-Graduação, e Gerson Chaves, professor da Cedaf, demonstraram orgulho em ver tantos jovens à frente dos trabalhos premiados. E nem todos estiveram presentes: “por um motivo de sucesso”, como destacou Diego, a Feira recebeu participantes de cidades distantes e alguns agraciados não puderam retornar para o evento.

O diretor-geral da UFV-Florestal, Marco Antônio de Oliveira, falou sobre a importância do SIA e da Fecitec, que, muitas vezes, servem de ponto de partida para os estudantes seguirem os caminhos da ciência. Ele também lembrou que a UFV é uma instituição de ensino pública, gratuita e de qualidade e que a tarde desta quinta-feira honrou tudo aquilo que é realizado dentro dela.

Ainda fizeram parte da mesa da cerimônia o diretor de Ensino, Eduardo Castro, e o chefe do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde, Germano da Costa.

Números

O SIA contou com 460 estudantes participantes, que apresentaram 158 trabalhos em formato painel – 32 do ensino médio, 117 da graduação e nove da pós-graduação – e 12 em formato oral – um do ensino médio e 11 da graduação. Já a Fecitec teve 105 trabalhos – 16 do ensino fundamental e 89 do ensino médio – apresentados por cerca de 720 alunos de 27 escolas federais, estaduais e particulares de 17 cidades: Florestal, Belo Horizonte, Betim, Contagem, Divinópolis, Igaratinga, Ipatinga, Itabirito, Juatuba, Mateus Leme, Papagaios, Pará de Minas, Pedro Leopoldo, Porteirinha, Sarzedo, Serra Azul e Unaí.

 

Divulgação Institucional - campus Florestal

Fotos: Lucas Leite

Gerson, Vinícius e Eduardo (da esq. para a dir.)

A turma com o professor Thiago Mendonça (esq.) e Gerson (dir.)