Institucional

Todos os campus

UFV amplia número de cursos com nota máxima no Enade

07/10/2019

.

Dos nove cursos de graduação da UFV avaliados no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2018, cinco obtiveram a nota máxima (5): quatro do campus Viçosa (Administração, Ciências Contábeis, Direito e Secretariado Executivo Trilíngue) e um do campus Florestal (Administração). Outros três ficaram com nota 4: Ciências Econômicas e Comunicação Social, ambos do campus Viçosa, e Administração, do campus Rio Paranaíba. O resultado foi divulgado pelo Ministério da Educação na última sexta-feira (4).

Segundo a Pró-Reitoria de Ensino (PRE) da UFV, o Enade avalia os cursos em ciclos. Esse, especificamente, é o que a Universidade participa com menor número de cursos. A última avaliação que os envolveu aconteceu em 2015. Comparativamente àquele ano, seis cursos (Administração, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Direito, Secretariado Executivo Trilíngue e Administração) mantiveram a mesma nota e dois melhoraram seu desempenho. Ciências Contábeis, do campus Viçosa, saltou de 4 para 5, e Administração, do campus Florestal, de 3 para 5.

Como ex-coordenador do curso de Administração da UFV-Florestal de 2017-2019, o professor Custódio da Costa Filho (Instituto de Ciências Humanas e Sociais - IHF) acompanhou o desempenho dos estudantes no Enade 2018. Ele considera que a obtenção do conceito máximo coroa os trabalhos realizados pelos professores, técnicos e estudantes desde a última avaliação do Exame, em 2015. Nesse período, os alunos tiveram mais contato, por exemplo, com projetos de ensino, pesquisa e extensão, monitorias e atividades extracurriculares, assim como orientações sobre o Enade. Atualmente, o curso é coordenado pelo também professor do IHF Alexandre Santos Pinheiro.

Para o diretor de Ensino do campus, Eduardo França Castro, além de refletir o compromisso e o empenho da comunidade universitária, o resultado é importante ainda para subsidiar os planejamentos e as decisões das comissões coordenadoras da instituição. Tal subsídio também é destacado pelo pró-reitor de Ensino da UFV, João Carlos Pereira da Silva. Em sua opinião, “os processos avaliativos, sejam internos, sejam externos, são poderosos instrumentos de gestão acadêmica". Segundo ele, os pilares da educação superior, instituídos a partir de 1996, com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), são as avaliações e a flexibilidade da organização das atividades pedagógicas.

De acordo com o professor João Carlos, ter 90% dos cursos avaliados com conceito 4 e 5 no Enade 2018 reflete o padrão de excelência dos cursos de graduação da Universidade Federal de Viçosa que, nesse ciclo, teve apenas o curso de Ciências Contábeis, do campus Rio Paranaíba, com nota reduzida de 4 para 3 – considerada suficiente. O pró-reitor chama a atenção para o fato de que as análises construídas pela PRE consideram a série histórica da avaliação e não apenas um ano especificamente, além dos relatórios de cursos, que ainda serão disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

Divulgação Institucional