Notícias

Mestranda é selecionada em programa canadense de incentivo a novos líderes nas Américas

06/07/2018

A pesquisa de Luana Dutra é orientada pelo professor Tiago Mendes

A mestranda Luana Lucas Dutra, do Programa de Pós-Graduação em Bioquímica Aplicada da UFV, foi selecionada para o Emerging Leaders of the Americas, oferecido pelo Global Affairs Canada e administrado pelo Canadian Bureau for International Education. Trata-se de um programa que financia mobilidade de estudantes para o Canadá, para que possam desenvolver ali parte de seus projetos de pesquisa. O objetivo é favorecer o aperfeiçoamento dos recursos humanos de uma nova geração de líderes nas Américas e, ao mesmo tempo, consolidar as relações entre as suas instituições de ensino superior. Os temas de estudo ou pesquisa prioritários são relacionados a disciplinas que promovam a boa governança, prosperidade, paz, segurança e o desenvolvimento econômico.

Sob orientação do professor Tiago Antônio de Oliveira Mendes, do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, Luana objetiva, em seu projeto de mestrado, identificar compostos naturais com atividade inibitória dos vírus que infectam as abelhas, podendo reduzir a produtividade dos apiários. Segundo o professor Tiago, somente na região Sudeste, foram encontrados vírus em mais de 37% das colônias. Há registros de casos de enfraquecimento, declínio e colapso, principalmente nos estados de São Paulo e Santa Catarina, que somam grandes perdas. Apesar disso, ele destaca que essa prevalência é menor do que ocorre na Europa e América do Norte, onde o colapso de colônia – doença que provoca o despovoamento em massa das colmeias - tem gerado perda de produtividade em torno de 43%.

O professor explica que a resistência das abelhas brasileiras pode estar associada à rica flora disponível no país, o que embasa a busca de compostos antivirais em plantas nativas que não comprometam a qualidade do mel e de outros produtos apícolas. No estudo da Luana, os compostos pesquisados foram obtidos prioritariamente de plantas da Mata Atlântica e Cerrado mineiro. Até o momento, de acordo com o professor, não existe tratamento específico para vírus de abelha, sendo aplicadas apenas boas práticas de manejo para evitar propagação de patógenos.

Durante os seis meses em que a Luana ficará no Canadá, seu projeto será orientado pelo professor Leonard Foster, da University of British Columbia, em Vancouver. Neste período, ela testará o impacto dos produtos naturais sobre a fisiologia e produtividade das abelhas, inclusive avaliando mecanismos moleculares de interação por técnicas de proteômica quantitativa, que permitem identificar e quantificar proteínas.

No Brasil, o projeto da Luana é coorientado pelos professores da UFV Weyder Cristiano Santana (Departamento de Entomologia), João Paulo Viana Leite (Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular) e Poliane Alfenas Zerbini (Departamento de Microbiologia).

 

Divulgação Institucional

Notícias

Campus UFV - Viçosa

  • Ministério da Educação
  • Transparência Pública
  • Acesso à Informçãão
  • Agenda da Reitora
  • Campus Oficial