Notícias

Seminário celebra os 25 anos da Pós-Graduação em Economia Doméstica com discussão sobre família

17/10/2017

Conferência de abertura foi realizada no auditório da Engenharia Florestal

O I Seminário Nacional: Família e Políticas Sociais no Brasil está sendo realizado no campus Viçosa, em comemoração aos 25 anos do Programa de Pós-Graduação em Economia Doméstica (PPGED). O objetivo é criar um espaço de interação, interlocução e debate entre pesquisadores consolidados e jovens iniciantes nas atividades de ensino e pesquisa.

Cerca de 250 pessoas estão participando do seminário, que reúne estudantes dos três cursos do Departamento de Economia Doméstica - Educação Infantil, Economia Doméstica e Serviço Social - bem como pós-graduandos e profissionais da assistência social de municípios vizinhos à Viçosa. O evento conta com uma programação diversificada, que inclui conferências, minicursos, mesas temáticas com apresentação de trabalhos e atividades culturais.

Nessa segunda-feira (16), aconteceu a abertura do evento, que contou com a presença da assessora especial da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Simone Mafra; da coordenadora do PPGED, professora Neide Maria de Almeida Pinto; e da chefe do Departamento de Economia Doméstica, professora Amélia Carla Sobrinho Bifano.

Para a coordenadora do Programa, o evento pretende colocar no foco das suas discussões a realidade das famílias brasileiras, na sua interface com as políticas e os direitos sociais no Brasil. "Esse tema tem se consolidado ao longo da história do PPGED, nos estudos sobre família e sociedade", assegura Neide.

Família como objeto científico
A conferência de abertura foi realizada pela pesquisadora Marta Silva Campos, professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), que tratou do tema Família: estrutura e mudança social em contexto de avanço de conservadorismo. Para a pesquisadora, a questão da família, embora seja constantemente pautada pela mídia e outras instâncias, acaba sendo esquecida quanto à relação com a política social. E, por isso, há uma necessidade de elaboração complexa de família como objeto científico. Ela também mencionou que o Brasil está entre os países que mais colocam encargos sobre a família. 

O I Seminário Nacional vai até esta quarta-feira (18). No registro, a mesa de abertura e a conferencista Marta Campos.

Fotos: Fabiano Atílio
Divulgação Institucional

.

Notícias

Destaques


Campus UFV - Viçosa

  • Ministério da Educação
  • Transparência Pública
  • Acesso à Informçãão
  • Agenda da Reitora
  • Campus Oficial