Notícias

Crianças aprendem sobre meio ambiente em jogo na minifazenda

20/07/2017

.

Embora a Semana do Fazendeiro seja principalmente voltada para a capacitação de jovens e adultos, as crianças também têm vez no evento e não só com brincadeiras descompromissadas no parquinho ou na ludoteca. Já faz tempo que, para elas, é montada uma minifazenda, onde ficam expostos pequenos bichos, alguns protagonistas de suas leituras e imaginário. Na 88ª edição do evento, os animais mudaram um pouco para que o espaço ficasse com cara mesmo de minifazenda. Bem perto deles, o Projeto Carbono Zero instalou um grande tabuleiro colorido para que as crianças, jogando dados e pulando casas, pudessem entender um pouco mais sobre o meio ambiente e o papel que têm para conservá-lo.

O jogo envolve perguntas e respostas sobre questões cotidianas, como o que elas fazem com a televisão que estão assistindo quando a mãe chama para almoçar. Desligam ou a mantêm ligada? Dependendo da resposta, perdem pontos ou não. Antes do jogo começar, na casa “início” do tabuleiro, os estudantes de Engenharia Florestal, que estão atendendo no estande, questionam os jogadores se eles sabem o que é meio ambiente e se já vivenciaram ou viram algum problema ambiental; se a rua onde moram já ficou alagada; se já viram um barranco desabar, ou se perceberam a Terra mais quente.

Na “brincadeira”, são propostas ações que abordam o desperdício de água e de energia elétrica, bem como a destinação correta de resíduos sólidos. As crianças ficam sabendo, por exemplo, como descartar um potinho de iogurte, que é reciclável. Aprendem também sobre a importância da vegetação na cobertura do solo. Todas as ações são mostradas na prática e direcionadas para o entendimento das consequências que elas trazem para a emissão dos gases do efeito estufa.

As crianças aprendem que atitudes como fechar uma torneira e apagar a luz emitem menos gás. Ao final do jogo, contudo, percebem que somente essas ações não são suficientes para neutralizar todos os gases. E aí, segundo Valéria de Fátima Silva - mestranda em Ciência Florestal na UFV e uma das idealizadoras do jogo -, explica-se a elas a importância das árvores. Através de três aquários, as crianças veem árvores crescendo pelo sequestro de gás carbônico. Em seguida, são convidadas a escolher e a semear uma muda que o Projeto Carbono Zero plantará para a neutralização dos gases de efeitos estufa emitidos pela Semana do Fazendeiro.

A meta dos organizadores do espaço, que também foi criado pela estudante de Engenharia Florestal Isabella Faustino, era atender 600 pessoas até o final da Semana do Fazendeiro. Ainda faltam três dias para o fim do evento e já passaram por lá mais de 400 crianças. Muitas, inclusive, estiveram no estande mais de uma vez, com o desejo de repetirem a satisfação de plantar mais uma muda. Valéria Silva se diz emocionada com o sucesso da iniciativa. O resultado está sendo tão positivo que, segundo ela, a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura já propôs que a ideia seja transformada em projeto e levada às escolas da cidade.

Programa Carbono Zero
Desde 2009, o Programa Carbono Zero participa da Semana do Fazendeiro com os objetivos de quantificar, neutralizar e propor medidas de redução da emissão de gases do efeito estufa gerados durante a organização e realização do evento. Coordenado pelo professor Laércio Antônio Gonçalves Jacovine, do Departamento de Engenharia Florestal, o Programa está com um estande no Espaço Multiuso para a troca de informações com os visitantes sobre o balanço de carbono em propriedades rurais e urbanas. Nesta edição, por meio do jogo, a troca de informações se estendeu ao público infantil.

As fotos da minifazenda estão disponíveis no Facebook da UFV. Acompanhe também o Twitter e Instagram

Adriana Passos
Divulgação Institucional

Notícias

Destaques


Campus UFV - Viçosa

  • Ministério da Educação
  • Transparência Pública
  • Acesso à Informçãão
  • Agenda da Reitora
  • Campus Oficial