Notícias

UFV faz parceria com Ministério Público de MG para realização de perícias ambientais

28/02/2019

A parceria vai permitir à UFV colaborar com a defesa ambiental na Zona da Mata Mineira

A UFV assinou, dia 27 de fevereiro, o Termo de Cooperação Técnica com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais para integrar a rede de proteção às Bacias dos Rios Paraíba do Sul e Doce. À Universidade caberá dar suporte de pesquisa, extensão e apoio técnico ao Ministério Público e à Polícia Militar nas ações que envolvam o meio ambiente.

O termo foi assinado na Reitoria da UFV com a presença da reitora Nilda de Fátima Soares, dos promotores de Justiça Alex Fernandes Santiago e Felipe Vasconcelos Souza, do comandante da 4ª Cia da PM, capitão Flávio Campos e do defensor público, Horácio Tostes. Também estiverem presentes, o diretor de Relações Institucionais da UFV, Alair de Freitas, o diretor do Centro de Ciências Agrárias (CCA) Rubens de Oliveira, o chefe do Departamento de Solos (DPS), Genelício Crusoé Rocha, o professor do DPS, João Luis Lani e a professora Elisa de Carvalho, do Instituto Federal do Espírito Santo. Por enquanto, o repasse de verbas do MP para o convênio será feito pela Associação pelo Meio Ambiente de Juiz de Fora (AMAJF), representada no evento pelo coordenador de projetos, Theodoro de Oliveira Júnior.

Segundo o professor Lani, que deverá coordenar o projeto por meio do Núcleo de Estudo de Planejamento e Uso da Terra (Neput) a UFV deverá realizar perícias técnicas na área ambiental, a pedido do Ministério Público e da PM, em todos os municípios da região amparada pelo convênio. “Quando a academia se aproxima daqueles que zelam pelo meio ambiente, a sociedade só tem a ganhar”, disse o coordenador do Neput.

Para Alex Santiago, a ciência tem que promover um diálogo com a Justiça na busca de soluções jurídicas para problemas ambientais, cada vez mais graves. “O prestígio da UFV agrega valor à busca de soluções ambientais para as regiões afetadas”, afirmou o promotor. Para o capitão Flávio Campos, o apoio da Universidade dará mais qualidade à fiscalização e à solução de problemas ambientais nos 86 municípios da Zona da Mata.

Por sua vez, o diretor do CCA, Rubens de Oliveira, lembrou que as parcerias do convênio podem se estendidas a todos os professores e pesquisadores da UFV. “Temos muitas especialidades na Universidade para colaborar em pesquisas altamente qualificadas”. Para o professor Genelício, o Departamento de Solos atua em trabalhos de pesquisa e extensão em todo o Brasil e até na Antártica, mas conhece pouco a região aonde está inserida a Universidade. “Este convênio será uma oportunidade valiosa para nossos pesquisadores conhecerem melhor a região e fomentarem pesquisas de interesse da Zona da Mata.

Segundo o diretor de Relações Institucionais da UFV, Alair de Freitas, a assinatura do termo de cooperação técnica simboliza a abertura institucional da Universidade para as crescentes demandas da sociedade na área ambiental. “Sinalizamos para a sociedade que a UFV está aberta a outras iniciativas como esta que também ajudam a transformar a universidade”.

Para a reitora, Nilda Soares, a parceria com o Ministério Público oportuniza uma prática para estudantes e professores de vários departamentos e a UFV está aberta para ampliar parcerias como esta em benefício da região.

Confira as fotos do evento de assinatura do termo de cooperação técnica.

Léa Medeiros

Divulgação Institucional

Notícias

UFV Na Mídia

  • Ministério da Educação
  • Transparência Pública
  • Acesso à Informçãão
  • Agenda da Reitora
  • Campus Oficial