Notícias

Projeto recupera fotos de ex-jornalista da UFV e amplia acervo do Arquivo

08/06/2018

Laryssa (centro) teve orientação da professora Patrícia e do arquivista Eduardo

No Arquivo Central e Histórico (ACH) da UFV estão catalogados os quase 92 anos da instituição, que antes de ser Federal de Viçosa foi Escola Superior de Agricultura e Veterinária (Esav) e Universidade Rural do Estado de Minas Gerais (Uremg). Além da memória oficial narrada pelas palavras contidas nos documentos, a casa número 10 da Vila Giannetti abriga um acervo fotográfico que surpreende aqueles que gostam de comparar o antes e o depois. São milhares de fotos provenientes de diferentes doadores, a maioria produzida ou preservada pelos ex-professores João Carlos Bello Lisboa e José Marcondes Borges.

As últimas aportadas ali foram ou guardadas ou produzidas por José Paulo Martins (morto em 2013), que por mais de 30 anos atuou como jornalista/fotógrafo na UFV. Foi em torno dessas imagens que, em 2017, se desenvolveu o projeto Preservação e acesso à Coleção Fotográfica da UFV reunida e produzida pelo Jornalista e Fotógrafo José Paulo Martins. À frente do projeto estava Laryssa Sampaio Ferreira, na época ainda estudante de Licenciatura em História, que, sob orientação da professora Patricia Vargas Lopes de Araujo, trabalhou na limpeza e reorganização do material. O objetivo era criar um plano de classificação das quase sete mil fotos pertencentes ao arquivo de José Paulo e, a partir dele, fazer um inventário que possibilitasse o acesso de um público vasto.

Embora o projeto tenha contado com recursos do Programa Procultura da UFV somente por um ano, a professora Patricia, atualmente chefe do Departamento de História, destaca que a experiência foi tão surpreendente que poderá gerar outras iniciativas. Uma delas é o projeto de pesquisa monográfico a ser trabalhado pela própria Laryssa, que agora cursa Bacharelado em História na UFV. Desta vez, porém, o desejo é estudar a subjetividade do fotógrafo.

Das imagens clicadas por José Paulo, que vão de meados da década de 1980 até 2013, a mesma UFV é registrada com ângulos e temas diferenciados, conforme constata a professora. Elas revelam não apenas a rotina administrativa da instituição e do jornalista, como também o interesse dele, por exemplo, pela botânica e arquitetura. Em função dessas singularidades percebidas é que se pretende estudar o olhar autoral do fotógrafo e a sua perspectiva estética na construção da memória da Universidade.

Arquivo
O arquivista da UFV, Eduardo Luiz dos Santos, conta que todas as fotos guardadas e produzidas por José Paulo já foram separadas e devidamente higienizadas. O trabalho agora, que está em fase de conclusão pela pequena equipe do ACH, é o de identificação e listagem dos professores e eventos fotografados. Terminada esta fase, o desafio, segundo ele, será o de descrever as fotos e disponibilizá-las em uma plataforma on-line.

As imagens da Esav já estão disponíveis no Repositório Institucional, o Locus UFVFalta agora colocar na web as fotos dos demais períodos da Universidade. O arquivista, que colaborou na orientação técnica do projeto de Laryssa, considera que, para esta nova etapa, a criação de uma plataforma AtoM-UFV seria a melhor opção para difusão do acervo. A discussão sobre esse projeto, inclusive, já foi iniciada com a Diretoria de Tecnologia da Informação.

Eduardo explica que o ICA-AtoM é um software livre, criado por iniciativa do Conselho Internacional de Arquivos (CIA) para descrição de documentos arquivísticos. Ele permite descrever os arquivos em conformidade com as normas do International Council Of Archives (ICA) e disponibilizar, on-line, o acervo das instituições arquivísticas. Cerca de 300, inclusive brasileiras, já estão colaborando com o projeto.

O arquivista destaca a importância do acervo fotográfico para as comunidades universitária e viçosense que, de maneira crescente, vêm pesquisando e solicitando imagens à equipe do ACH. Os registros mostram que, em 2013, foram disponibilizadas pelo Arquivo 280 fotografias. Em 2016, esse número saltou para 832. Eduardo associa esse crescimento a diversos fatores, dentre eles, projetos como o da Laryssa Ferreira, que, em sua opinião, auxiliam na confecção de um melhor instrumento de pesquisa. Ele ressalta ainda a relevância das doações, que também ampliam a qualidade das pesquisas, já que aumentam o leque de opções e, consequentemente, a possibilidade de êxito do pesquisador.

Hoje, as imagens disponíveis no Arquivo Central e Histórico, vinculado ao Departamento de História, estão organizadas em quatro seções: Fotos da ESAV (disponível também na internet); Fotos da UREMG; Fotos da UFV e Fotos de Viçosa. Todas podem ser consultadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. 

 

Adriana Passos
Divulgação Institucional

Notícias

Campus UFV - Viçosa

  • Ministério da Educação
  • Transparência Pública
  • Acesso à Informçãão
  • Agenda da Reitora
  • Campus Oficial