Notícias

Capes divulga o resultado da primeira etapa da avaliação dos cursos de pós-graduação

25/09/2017

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o resultado da primeira etapa da avaliação da qualidade dos programas de pós-graduação no país. Dos dez que obtiveram nota máxima (7) na área de Ciências Agrárias I em todo o Brasil, quatro estão sediados na UFV: Fitopatologia, Genética e Melhoramento, Entomologia e Fisiologia Vegetal. A pós-graduação em Zootecnia da UFV, que pertence à área de Zootecnia e Recursos Pesqueiros, também obteve o conceito máximo.

Outro destaque positivo para a UFV foi o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Nutrição, que alcançou o conceito 6, juntando-se aos outros cinco que obtiveram o mesmo conceito, também considerados de excelência internacional: Fitotecnia, Medicina Veterinária, Engenharia Agrícola, Microbiologia Agrícola e Solos e Nutrição de Plantas. Os programas de mestrado em Ciências da Computação e Biologia Animal também subiram na avaliação da Capes, passando de 3 para 4, e os de Educação Física e de Botânica subiram de 4 para 5.

Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFV, Luiz Alexandre Peternelli, a avaliação da UFV foi muito positiva, uma vez que a maioria dos cursos manteve a média histórica ou subiu na avaliação da Capes. “O resultado mostra a capacidade dos orientadores, colaboradores, estudantes e secretários associados a cada programa no desenvolvimento acadêmico, de pesquisa e de gestão da pós-graduação”. Conforme o infográfico a seguir, é possível perceber a evolução das notas dos programas da Universidade em relação à avaliação anterior. 

Ao todo, são 48 programas de pós-graduação. Desses, apenas cinco não são administrados pela UFV porque são oferecidos em rede. “Ainda cabe recursos para os programas que não aumentaram seus conceitos. Caso a nota seja mantida, os orientadores e a Pró-Reitoria de Pesquisa e de Pós-Graduação devem fazer uma análise crítica dos motivos e corrigir os problemas até a próxima avaliação”.

Para avaliar os programas, a Capes leva em conta um conjunto de indicadores específicos para cada área, tais como produção científica de professores e estudantes, tempo de titulação, indicadores de inserção internacional, entre outros. Os dados divulgados na semana passada referem-se ao quadriênio 2013/2016. Os cursos com notas 6 e 7  são considerados de excelência internacional. Os que alcançam as notas 3, 4 e 5 atendem ao padrão exigido, numa escala crescente de qualidade. Os programas que têm apenas mestrado alcançam, no máximo, a nota 5, e os que oferecem mestrado e doutorado têm o 7 como maior nota.  A avaliação é uma referência para distribuição de recursos e bolsas de estudo.

Outros detalhes sobre os conceitos atribuídos a cada programa podem ser acessados neste link

Léa Medeiros
Divulgação Institucional

Notícias

Destaques


Campus UFV - Viçosa

  • Ministério da Educação
  • Transparência Pública
  • Acesso à Informçãão
  • Agenda da Reitora
  • Campus Oficial